Boas notícias precisam ser compartilhadas – parte 1

unicamp1O site da Unicamp é um manancial de pautas. Sempre tem algo legal por lá, mas, infelizmente, nem todos costumam ler. Esta semana, por exemplo, eles divulgaram que pesquisadores do Projeto Crânio-Face Brasil, do Departamento de Genética da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, participaram do desenvolvimento de um software de reconhecimento facial para síndromes genéticas raras, como a Síndrome Velocardiofacial DiGeorge, conhecida por provocar fissura labiopalatina, popularmente chamada de lábio leporino.

Foram coletadas informações e imagens de face de 106 indivíduos de 11 países com a delação 22q11.2 que causa a síndrome genética. A mesma avaliação de imagem foi feita com outros 156 indivíduos sem a doença. A partir da medida de 126 diferentes faces, a taxa de acerto para o diagnóstico da doença foi superior a 96% com o uso do software.

O software foi desenvolvido pelos pesquisadores Paul Kruszka e Maxmillian Muenke no Instituto Nacional de Pesquisa do Genoma Humano, dos Estados Unidos, e contou com a participação de pesquisadores de outros países. Os resultados acabam de ser publicados na revista American Journal of Medical Genetics.

Quem quiser saber mais a repeito, pode clicar aqui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s